segunda-feira, 4 de julho de 2011

Déja Vu de sentimentos

Ser mãe do segundo faz-me reviver sentimentos e sensações que estavam adormecidos.
Desde o início da gravidez, aos pontapés e as dores do parto, tudo o que é fisíco. Mas sobretudo, do que mais me tenho lembrado é dos sentimentos: felicidade ao ver o primeiro sorriso, angústia ao não conseguir perceber porque o bebé chora, satisfação ao vê-lo a crescer bem and so on, so on.
Por outro lado, lembro-me e revivo alguns sentimento de tristeza, impotência, e chego mesmo a sentir-me em baixo. Não me sinto má mãe, mas muitas vezes má mulher...rabugenta, o corpo deformado, o exercício e alimentação não mostram frutos, os cremes também não. Às vezes quero gritar, fugir, muitas vezes não tenho paciência para o mais velho, o C. também nem sempre compreende.

1 comentário: